Flesh and Steel


O projecto Flesh and Steel sendo uma exposição itinerante, começou por ser pensada, como se de uma trilogia se tratasse, remetendo propositadamente para os filmes de acção produzidos em Hollywood,  como “Batman Begins”, “Batman, o cavaleiro das Trevas”, “X-Men”  o “Senhor dos Anéis“, etc.   Fazendo essa ponte cinematográfica foram produzidos especificamente cartazes que reflectissem a narrativa da exposição e as obras apresentadas.
A exposição que teve o seu inicio na Casa Mantero – Biblioteca Municipal de Sintra, com o título, Flesh and Steel, seguiu para Aveiro, como Flesh and steel – The Shield, na Galeria “Má Arte”. Foi apresentada na Galeria Electricidade Estética nas Caldas-da-Rainha, sob o título Flesh and steel – Blue Magic, encerrando na Galeria [CINCO], em Cascais, com um novo título: The Tongue Project, onde aglutina um conjunto de pinturas onde é notória uma relação pictórica da utilização do medicamento e a sua administração via oral.


The Tongue Project

A língua é um órgão muscular revestido por uma mucosa de tecido conjuntivo rosa, coberta por papilas gustativas, localizado na cavidade bocal. É o principal órgão do sentido do gosto e um importante órgão da fala, sendo vital para mastigar e engolir alimentos, como também na ingestão de substâncias medicamentosas e/ou ilícitas».
Neste contexto esta exposição reúne um conjunto de pinturas que, de uma forma directa e/ou indirectamente, nos remete para o ritual da deglutição – via de entrada e administração, realçando deste modo algumas formas farmacêuticas que nos são familiares, como os comprimidos,  as pastilhas, os xaropes, etc.



———————
Voltar