Fátima shop1, 2010


Para esta instalação foram reproduzidas cerca de 142 peças em cera com diferentes tamanhos, formas e significados, recorrendo ao mesmo processo de fabricação manual utilizado pelos santeiros. A ideia de apropriação e repetição do padrão da imagem da Nossa Senhora de Fátima, bem como de algumas embalagens de utilização farmacêutica, como o Betadine, a pomada HTH, e dos frascos de solução de tintura de iodo, mercúrio-o-cromo etc remete-nos para uma ideia de POP-art.
A ponte criada entre o Sagrado e a iconografia farmacêutica é feita através da utilização de cera reutilizável, adquiria em Fátima, depois de ter sido utilizada em atos de promessa.

As peças instaladas na “loja do Lopes”, não têm qualquer utilidade para além a de decorar e curar.



1 Título de uma obra da Joana Vasconcelos.



———————
Voltar